domingo, setembro 04, 2005

Falso Vírus

extraído do site http://www.quatrocantos.com/lendas/52_coke.htm


Falso vírus Coke.exe
Esse é o tipo de aviso de vírus perigoso. Quer dizer, o aviso é muito perigoso. Mais perigoso do que o verdadeiro vírus, o W32/Coke.22312, incapaz de fazer os horrores descritos na mensagem.

A mensagem fala de um protetor de tela contendo o "perigoso vírus" Coke.exe. Mentira. Não existe um vírus de nome Coke.exe a se propagar dessa maneira.

Existe, sim, o vírus W32/Coke.22231, mas ele se propaga através de arquivos anexados a mensagens, através de documentos do Word 97 e de arquivos executáveis. Ele não se propaga a partir de um protetor de tela.

E onde está o perigo de mensagens desse tipo, de aviso de um falso vírus com o nome parecido ou igual ao verdadeiro vírus? A mensagem, com todas as características de uma verdadeira pulha virtual, cria confusão de forma que o verdadeiro vírus pode ser confundido com o falso.

E daí?
Daí que muita gente, ao deparar com o verdadeiro W32/Coke.22231 (Vecna ou Cocaine), pode confundi-lo com o falso vírus, deixar-se contaminar e, eventualmente, contaminar outros computadores.

Felizmente, o verdadeiro Coke, o W32/Coke.22231 não é tão perigoso quanto o anunciado na mensagem do falso vírus. Ele não é capaz de destruir todas as informações do seu computador nem tampouco de espalhar, para o mundo, as suas mensagens e a sua senha.

E como saber se o vírus descrito numa mensagem é falso ou verdadeiro?

Quando você receber uma mensagem sobre um vírus afirmando:
-"não abra o arquivo sob nenhuma circunstância" (há quem diga "...sobre nenhuma circunstância" :-)
-nenhum fabricante de antivírus conseguiu produzir uma vacina ou um programa capaz de neutralizá-lo;
-a AOL, a IBM, a Symantec, a Microsoft, a CNN, o Jornal da Silibrina ou a Silibrina Software INC. confirmou a periculosidade do tal vírus;
-o vírus foi descoberto "ontem"; ele destrói o seu disco rígido
então tenha a certeza de que você está diante de um falso vírus.

O texto da mensagem anunciando o falso vírus Coke.exe é idêntico ao texto que descreve o MacMeBig, outro falso vírus. A comparação abaixo mostra as coincidências.

MacMeBig e Coke.exe

Você pode receber um protetor de telas do MacDonalds, aparentemente inofensivo, intitulado "MACMEBIG".
Se você recebê-lo NÃO ABRA O ARQUIVO SOB NENHUMA CIRCUNSTÂNCIA - e delete-o imediatamente. Se você abrir esse arquivo aparecera a mensagem em seu monitor "eat a big mac and go to hell" , e em seguida PERDERÁ TUDO QUE TIVER EM SEU PC e a pessoa que o enviou terá acesso ao seu nome, e-mail e password.
Trata-se de um vírus que começou a circular em 24/06/2001
Foi criado por um hacker que acusa a multinacional McDonalds de utilizar carne com componentes genéticos modificados em seus hamburgers.

Você pode receber um protetor de telas da Coca-Cola, aparentemente inofensivo, intitulado "Coke.exe"
Se você recebê-lo NÃO ABRA O ARQUIVO SOB NENHUMA CIRCUNSTANCIA e delete-o imediatamente. Se você abrir esse arquivo aparecera a mensagem em seu monitor "drink a coke and go to hell" em seguida PERDERÁ TUDO QUE TIVER EM SEU PC e a pessoa que o enviou terá acesso ao seu nome, e-mail e password.
O vírus foi criado por um hacker que acusa a multinacional The Cocacola Company de utilizar componentes não identificáveis em seu xarope.

Veja mais sobre o W32/Coke.22231.A.