quinta-feira, março 24, 2005

Sinal vermelho....

Nova York, 24 de Março de 2005 - A Coca-Cola anunciou ontem que fez mudanças em suas divisões de marketing e propaganda, ligando as áreas a um único executivo, para combater as fracas vendas. Mary Minnick, presidente da companhia na Ásia pelos últimos quatro anos, será a responsável pela nova unidade, que enfoca marketing, inovação e crescimento estratégico.
Maior fabricante mundial de refrigerantes, a empresa informou que planeja também uma reestruturação de seus negócios na Europa, Eurásia, Ásia e Oriente Médio. Como parte das mudanças, Sandy Allan, presidente da companhia na Europa, Eurásia e Oriente Médio desde 2001, irá se aposentar.
Essa alteração representa a primeira grande mudança feita pelo presidente-executivo e do Conselho de Administração, Neville Isdell, desde que entrou na empresa, em junho de 2004. A companhia informou que outras mudanças devem ser efetivadas a partir maio.A empresa pretende aumentar as vendas de refrigerantes na América do Norte e em outros mercados afetados pela reação do consumidor aos refrigerantes tradicionais e a produtos com muito açúcar e calorias. A queda de mercado da Coca-Cola foi de 0,9 ponto, para 43,1% nos Estados Unidos em 2004, mostra pesquisa do jornal Beverage Digest/Maxwell. O volume de refrigerantes cresceu 1% em 2004, liderado pelos tipos diet e energéticos.

(Gazeta Mercantil/Caderno A - Pág. 8)(Reuters)