sexta-feira, dezembro 03, 2004

Recapitulando......


Tem coca na Coca
30/09/2004- Desvendado um dos componentes da Mercadoria número 5. Tá boiando? ''Mercadoria número 5'' é a secreta parte da composição da Coca-Cola, o Extrato Vegetal que jamais teve seu conteúdo desvendado em seus mais de 60 anos de existência. E olha que muita gente já tentou descobrir, de espiões da concorrente Pepsi, à grande parte dos órgãos fiscalizadores brasileiros.

Mas em entrevista ao programa 100% Brasil, da Rede TV!, o ex-executivo da multinacional, Placídio José Mendes, revelou que derivados da folha de coca são alguns dos ''ingredientes'' da ''receitinha'' mais valiosa da história da ''culinária'' mundial.Mostrando documentos e mantendo um discurso coeso, Mendes bem sabe do que fala: ele foi o responsável pela liberação do tal Extrato Vegetal no Brasil, mesmo sem antes passar pelos devidos testes.

O uso de derivados de Coca no Brasil é proibido por causar dependência física e psíquica. E como nenhum órgão público conseguiu investigar a fórmula, o caso foi parar no legislativo: no início de maio foi aprovado requerimento que solicita a análise do Extrato Vegetal. Por enquanto, o pedido continua parado, esperando decisão do presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT/SP). O executivo também explicou que o uso de derivados de folhas de coca é imperceptível em análises no produto final graças ao uso de ácido fosfórico, que hemogeiniza a ação das substâncias, e também revelou que tais ''ingredientes'' não são tal segredo da fórmula. O segredo mesmo, aquele guardado a sete chaves, nem ele sabe...

Nos EUA, sabe-se que a empresa é responsável por cerca de 99% da produção de folhas de coca de todo o produto legalmente comercializado no mercado internacional, o que já prova o uso da substância. Mas a Coca divulga que no produto final, apenas um extrato ''descocainizado'' das folhas é utilizado. Detalhe: No processo de extração do alcalóide das folhas, a empresa produz também algumas dezenas de quilos de cocaína. Parte disso é destruída. Outra parte é utilizada em pesquisas médicas ou como anestésico em cirurgias.

IG JOVEM
fonte: http://www.ufogenesis.com.br/noticias/noticias.asp?noticias=2085