sábado, dezembro 18, 2004

direto da assessoria da Dolly, na íntegra:


DEPUTADOS FEDERAIS DENUNCIAM QUE COCA-COLA TENTA CERCEAR TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO

Multinacional agora tenta desviar foco de atenção, evitar análise do Extrato Vegetal e continuidade das investigações no Congresso Nacional.

Discussão pega fogo na Comissão de Defesa do Consumidor

São Paulo - Até onde vai o despiste da Coca-Cola? Até quando a empresa usará seu poder econômico para abafar denúncias, tentando criar factóides para desviar o assunto? Essas perguntas ecoaram muito fortes essa semana nos corredores do Congresso Nacional, e preocupam especialmente os deputados federais da Comissão de Defesa do Consumidor, muitos dos quais vêm sendo vítimas diretas de fortes pressões e ataques, incluindo denúncias que tentam fragilizá-los.

Entre eles, os maiores alvos vêm sendo o próprio presidente da Comissão, deputado Paulo Lima (PFL/SP), além de Celso Russomano (PPB/SP) e Renato Cozzolino (PSC/RJ), este último autor do requerimento que solicita a verificação de existência de componentes de folhas de coca na formulação dos produtos. Essa análise já requerida e solicitada pelo Ministério da Justiça - somente após forte empenho pessoal dos parlamentares - transformou-se no Calcanhar-de-Aquiles da gigante Coca-Cola.

2005: ASSUNTO NÃO VAI MORRER, GARANTEM PARLAMENTARES
O feitiço, como sempre, vira contra o feiticeiro. E os deputados (e senadores também) estão cada vez ficando ainda mais interessados em esclarecer várias questões, que incluem além da análise, as denúncias de sonegação e elisão fiscal, concorrência desleal e abuso de poder, entre outras, contra a Coca-Cola.

Quanto mais pressão sentem, quanto mais vêem as ações da Coca-Cola nos corredores e na mídia mais percebem outra máxima, citada abertamente nas conversas, e agora com mais e novas adesões, de outros deputados que também vem percebendo a jogada: "Onde há fumaça há fogo" "Se não houvesse nada por que toda essa operação?". Enfim, por que não respondem à simples pergunta: o extrato vegetal contém folha de coca? Sim ou Não?

Nas duas últimas semanas, duas publicações do Grupo Globo publicaram estranhas e confusas matérias insinuando - sem qualquer fato concreto ou prova - que os deputados estariam utilizando seus trabalhos nas comissões para pressionar grandes empresas. Todos os deputados citados "coincidentemente" estão ligados justamente e de alguma forma às investigações que vêm mostrando a verdadeira face e as ações da Coca-Cola. Seja contra uma empresa nacional, a Dolly, ou as suas falcatruas contra o país, na área tributária, e também junto ao consumidor.

"Está havendo clara tentativa de coação e constrangimento", denunciou da tribuna da Comissão que preside o deputado Paulo Lima. "Queremos respeito ao nosso trabalho e à nossa Comissão", adverte. Paulo Lima encaminhará à Procuradoria da Câmara, ocupada pelo deputado Luis Fleury ( PTB/SP) ofício solicitando a apuração e a representação da Câmara, junto aos veículos que publicaram as estranhas matérias e junto à Coca-Cola e um de seus executivos, Jack Correa. Numa das matérias, o incorrigível lobista da multinacional, Jack Correa, já denunciado inúmeras vezes por suas ações pouco convencionais, deu a entender que os deputados teriam tentado "cobrar" alguma coisa.

"Eu o desafio: se ele paga alguém, que diga então quem é. Ao contrário, o que sabemos é que é justamente ele quem assina o contrato com a Coca-Cola do jornalista Luis Costa Pinto, que também é o assessor do Presidente da Câmara, e que esse jornalista foi contratado para atuar junto às Comissões. Gostaria de saber é como o senhor Jack explica isso", denunciou Paulo Lima, mostrando mais uma vez os contratos feitos em 2003, e que também serão encaminhados ao Procurador.

"MINHA VIDA VIROU UM TUMULTO E EU ESTOU APENAS BUSCANDO A VERDADE", INDIGNA-SE COZZOLINO
Para o deputado Renato Cozzolino, autor do requerimento 1866, que solicita a análise do Extrato Vegetal, paira hoje uma dúvida importante sobre a cabeça do consumidor brasileiro, preocupado com a saúde de sua família. Indignado com as acusações, ameaçado até de cassação, Cozzolino se surpreende com as pressões que vem enfrentando desde que começou as investigações. "Eles podem estar cometendo um grave crime contra a Saúde Pública", observa, citando a verdadeira peregrinação que há mais de seis meses solicita a análise do Extrato Vegetal. "Eles querem mudar o foco, nos transformar em criminosos, insuflando conflitos internos inclusive entre os deputados. Não vão conseguir. Não vão desviar o foco, pelo menos o meu: eu quero saber a origem do Extrato Vegetal, se contém derivados de folhas de coca. E vou até o fim", garante.

Por sua vez, o deputado Celso Russomano também tem feito pronunciamentos contundentes identificando na Coca-Cola o foco das pressões e das insinuações. "Não admito. Tenho uma história. Já abri mão do meu sigilo fiscal e bancário. Também estou tomando as providências legais. Agora eu quero ser investigado. Porque eu vou continuar fazendo meu trabalho, sim, denunciando tudo o que considero errado. Foi para isso que fui eleito. Não sou ligado a empresa nenhuma. Nem à Coca. Nem à Dolly. Nem a qualquer outra. Não admitirei ser acusado", garante.

Marli Gonçalves - Jornalista - MTb 12.037ASSESSORIA DE IMPRENSA DA DOLLY REFRIGERANTESTel. (11) 9186-0085 - marligo@uol.com.br

fonte: http://www.maxpressnet.com.br/NS/noticia.asp?TIPO=PA&SQINF=163151