terça-feira, dezembro 07, 2004

0800611997

A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou a retirada do mercado de 130 remédios ditos similares, por não terem apresentado comprovação de eficácia dentro do prazo determinado pela Agência.

A coca-cola, bebida das mais consumidas no mundo depois da água, é suspeita de conter derivado da folha de coca, considerado entorpecente e ilegal em muitos países, em seu concentrado. No Brasil, foi solicitado à Polícia Federal o exame laboratorial da mercadoria #5, apontado como sendo derivado da folha de coca, componente do xarope da bebida. Nem por isso a ANVISA ao menos sugere a suspeita sobre o produto. A Coca-Cola não cumpre a lei que determina a identificação clara dos igredientes contidos no produto. Mas com ela ninguém mexe. Será que existe uma explicação dentro da lei para esta exceção?

Que tal ligar para o Disque Saúde e perguntar?