sábado, agosto 14, 2004

A Resposta Que Não Vem

Conar pede que Dolly deixe de expor outdoors
O Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária (Conar) decidiu por unanimidade que a Dolly não poderá expor novamente em São Paulo e no Rio de Janeiro os outdoors com os dizeres: “Coca-cola contém folhas de coca? Coca está acima da lei?”
Além da recomendação, os 12 conselheiros do Conar também fizeram uma advertência aos publicitários que criaram a campanha da empresa. Por meio da assessoria de imprensa, o Conar informou que a recomendação não significa que a empresa será punida caso decida expor os outdoors novamente. No entanto, em 25 anos de existência do Conselho, as recomendações dadas pelo Comitê de Ética não foram descumpridas.
A Coca-Cola também conseguiu duas liminares em 29 de junho para obrigar a Dolly a retirar os outdoors nas duas capitais e regiões metropolitanas. Em caso de descumprimento, a Dolly está sujeita a uma multa diária de R$ 10 mil em São Paulo e de R$ 100 mil no Rio de Janeiro para cada cartaz ou outro meio publicitário encontrado com as frases. A Dolly recorreu das duas decisões.

Qual seria a dificuldade em responder perguntas tão simples?
Bom, enquanto a Coca-Cola ganha tempo para "pensar", deixo aqui um convite aos meus leitores: Que tal ajudar a Coca-Cola a responder essas perguntas?
São elas:
1- Existe derivado da folha de coca no xarope da Coca-Cola?
2- É ilegal?
3- A Coca-cola é um refrigerante que vicia?

Vamos lá, vamos dar uma mãozinha à assessoria de comunicação da companhia.....

Fonte: http://www.diariosp.com.br/economia/default.asp?editoria=29&id=316961