quinta-feira, agosto 19, 2004

Conflito Ético.....? Como?

Lula, ou melhor, o multitarefa Luís Costa Pinto: ex-jornalista, Assessor do presidente da Câmara dos Deputados, empresário da firma Idéias, Fatos e Texto e lobista da Coca-Cola para defendê-la de "falsas denúncias", dentro da própria Cãmara inclusive; é finalmente questionado quanto a sua ética profissional face a tantas atividades convergentes e conflitantes.
Nossos aplausos à Folha de São Paulo que ontem (18/08), à frente de outros periódicos de grande circulação, publicou em artigo imparcial, objetivo e completo - mencionando o conflito ético - o assunto do momento na "grande mídia".
Na reportagem, Lula insiste em afirmar que não vê incompatibilidade entre sua atuação como lobista da Coca-Cola e seu trabalho como consultor do Presidente da Câmara dos Deputados, João Paulo Cunha (PT-SP).
"Não vejo nenhum conflito ético. Meu trabalho é extremamente técnico, sobre o que deve ser dito, como deve ser a postura", disse Pinto.
Por outro lado, reconheceu como "correto" o seguinte trecho do documento que lhe foi lido ontem pela Folha:
"O objetivo da contratação é manter uma fina sintonia com os formadores de opinião da mídia sobre as falsas denúncias que estão a chegar nas redações de São Paulo e Rio de Janeiro e que envolvem o nome da Coca-Cola e de empresas a ela ligadas. Além disso, estreitar o relacionamento desses formadores de opinião da mídia com a direção da empresa."

Lula, os fiéis leitores da Folha de São Paulo têm uma pergunta pra você:
Quanto tempo você vai gastar para reconhecer mais esse erro?

Levando-se em consideração que você gastou 11 anos para reconhecer um erro que causou danos irreversíveis a outro presidente da Câmara, pense que agora existem canais de informação que fervem independentes e transbordam dados. O marketing maquiagem virou marketing social. A verdade ficou bem mais difícil (senão impossível) de ser escondida. A velocidade eletrônica não deixa.
Por isso, desta vez reaja rápido, antes que outros o façam antes de você.